Ocorreu um erro neste gadget
0

Cirrocumulus



As Cirrocumulus são farrapos de nuvens altas, ou camadas de nuvens, que parecem salpicos brancos. Não exibem sombras, mesmo nos lados mais afastados do Sol. Normalmente, as nuvens são espaçadas regularmente e muitas vezes ordenadas em sulco ou rugas, como na variedade Undulatus.
Situam-se, geralmente, entre os 5000 e os 14000m de altitude, formando-se em todo o mundo com precipitação, chegada ao solo, inexistentes.
Este tipo de nuvens subdivide-se em quatro espécies: Stratiformis (quando se mostra numa camada extensiva, em vez de um farrapo só. É uma espécie menos vulgar do que a que se verifica noutros tipos de nuvem); Lenticularis (quando aparece como uma ou mais formas de “lente” ou de “amêndoa”, independentes e bem definidas, com superfícies suaves e de tamanho bem maior do que os salpicos das outras espécies); Castellanus (quando se descortinam topos ameados, sob cuidadosa inspecção) e Floccus (se observarmos bem, as nuvens desta espécie parecem do tipo Cumulus, com as bases esfarrapadas). As Cirrocumulus podem apresentar duas variedades: Undulatus (quando as nuvens aparecem em ondas de rugas ou grandes ondulações (ou ambas)) e Lacunosus (quando a camada tem buracos nas “franjas” de nuvens, como uma “rede” ou “colmeia”).

Fonte: Pretor-Pinney, Gavin (2007) – “O mundo das Nuvens – História, Ciência e Cultura das Nuvens”, Estrela Polar, 1ª Edição


0 comentários:

A todos os nossos visitantes !!

A partir de agora já podem ver as observações de nuvens feitas nos meses de Dezembro de 2008 e Janeiro e Fevereiro de 2009 !
Esperamos que se divirtam tanto como nós nesta viagem que é a descoberta de nuvens ! :).
Não queremos desiludir os nossos visitantes, por isso vamos continuar a postar mais informações sobre este "novo mundo". :).
Acompanhem-nos ...

:)